areia

AICT-BRASIL

 SOBRE

A AICT Brasil é uma das 50 seções da associação que, no mundo, reúne mais de 2 mil críticos de teatro. Fundada em Paris em 1956, a AICT-IATC é uma Organização Não Governamental, sem fins lucrativos, filiada à UNESCO. Seu objetivo é reunir críticos de teatro para promover a cooperação internacional, fomentar a crítica teatral como disciplina, contribuir para o desenvolvimento de suas bases metodológicas, proteger os interesses éticos e profissionais dos críticos de teatro, promover os direitos comuns de todos os seus membros, contribuir para a consciência e a compreensão recíprocas entre culturas, incentivando encontros e intercâmbios internacionais no campo do teatro em geral. A AICT-IATC realiza um congresso mundial anual, seminários semestrais para jovens críticos, além de integrar simpósios e contribuir para júris. A seção brasileira é presidida por Daniele Avila Small, que teve essa iniciativa em 2015 a convite da então presidenta da AICT-IATC, Margareta Sörenson, da Suécia. Hoje, quem está à frente da instituição é Jeffrey Eric Jenkins, dos EUA. Outras informações podem ser consultadas no site da instituição.       

  • Instagram
 
 

Integrantes

 
Afonso Nilson
6bd06ad7-7f33-4fd0-be30-a66f1b3a472e.jpe

Afonso Nilson

https://teatrojornal.com.br/author/afonso/

www.afonsonilson.com/bio

 

 

Afonso Nilson Barbosa de Souza é dramaturgo e crítico teatral. Doutor em Teatro pela UDESC, é autor do livro O ator impuro - quatro ensaios breves sobre teatro (Proscênio, 2020), além de duas coletâneas de textos teatrais. Integrou a equipe de críticos do site www.teatrojornal.com.br (SP), além de escrever sobre a produção teatral catarinense em veículos como Diário Catarinense e Notícias do Dia (SC). Participa continuamente de curadorias e seletivas de projetos para diversos festivais, mostras e leis de incentivo. Em 2015 venceu o Prêmio Iberoamericano de Ensaios sobre Teatro - CELCIT. 

 

Afonso Nilson de Souza is a playwright and theater critic. PhD in Theater by UDESC, he is the author of the book O ator impuro - quatro ensaios breves sobre teatro (Proscênio, 2020), besides two collections of theater texts. He was part of the team of critics of the site www.teatrojornal.com.br (SP), besides writing about the theater production in Santa Catarina in vehicles such as Diário Catarinense and Notícias do Dia (SC). He continuously participates in curatorial and selection of projects for various festivals, exhibitions and incentive laws. In 2015 he won the Iberoamerican Award for Essays on Theater - CELCIT. 

Amilton de Azevedo
amilton%20de%20azevedo%202020%201_edited

Amilton de Azevedo

https://ruinaacesa.com.br 

 

Amilton de Azevedo é artista-pesquisador, crítico e professor. É mestre em Artes da Cena, especialista em Direção Teatral e bacharel em Teatro pelo Célia Helena Centro de Artes e Educação, onde lecionou. Criador da plataforma ruína acesa, onde publica regularmente reflexões críticas sobre espetáculos teatrais, com foco na cena independente e no teatro de grupo - além de textos sobre obras audiovisuais. Colaborou, como crítico teatral, com o caderno Ilustrada da Folha de S. Paulo, além de escrever para festivais como o Mirada - Festival Ibero-Americano de Artes Cênicas e o Especial Cidade em Cena, de São José dos Campos. Atuou como crítico interno da 7ª MITsp, em 2020, a convite da produção do evento.

 

Amilton de Azevedo is an artist-researcher, critic and teacher. Master in Performing Arts, a specialist in Theatre Directing and BA in Theatre from Célia Helena Centro de Artes e Educação, where he teached. He is the creator of the ruína acesa platform, in which he regularly publishes critical reviews on plays, focusing on independent and group theatre. He also writes about audiovisual works. As a theatre critic, he collaborated with the newspaper Folha de S. Paulo and with festivals such as Mirada - Festival Ibero-Americano de Artes Cênicas and the Especial Cidade em Cena, in São José dos Campos. He was invited by the 7ª MITsp, in 2020, to work as an internal critic.

Clóvis Domingos
Clovis_Domingos_-cr%C3%83%C2%A9dito_Humb

Clóvis Domingos

https://www.horizontedacena.com/

Portfólio:  https://www.horizontedacena.com/tag/clovis-domingos/

Clóvis Domingos é artista, pesquisador cênico e crítico no site Horizonte da Cena. Doutor em Artes pela Escola de Belas Artes da UFMG. Atualmente desenvolve Estágio Pós-Doutoral no Programa de Pós-Graduação em Artes Cênicas da UFOP, com pesquisa sobre crítica e cena contemporânea. Atuou como crítico e mediador em eventos como: MITsp, Festival de Teatro de Curitiba, Palco Giratório, FIAC (Bahia), Festival de Cenas Curtas do Galpão Cine Horto, entre outros.  Tem textos e ensaios publicados em revistas brasileiras acadêmicas e de cultura.

 

Clóvis Domingos is a Brazilian artist and a researcher on the Field of Performing Arts. As a critic, he writes to the website Horizonte da Cena. He has a P.h.D. in Arts, Fine Arts School, UFMG – Federal University of Minas Gerais, Brazil. Nowadays, he is a Visiting Post-Doctoral Research Scholar at the Postgraduate Programme in Performing Arts, UFOP – Ouro Preto Federal University, Minas Gerais. He worked as a critic and mediator in different Brazilian festivals and meetings such as MITsp, Festival de Teatro de Curitiba, Palco Giratório, FIAC (Bahia, BA), Festival de Cenas Curtas do Galpão Cine Horto (BH, MG). His essays and papers have been published in different Brazilian Academic Journals and Cultural Magazines.

Daniel Guerra
Daniel Guerra - Barril.jpg

Daniel Guerra

www.revistabarril.com

Portfólio: https://linktr.ee/Daniel_Guerra

 

Editor da Revista Barril, diretor de teatro e crítico. Graduado pelo curso de Direção Teatral da Universidade Federal da Bahia (UFBA) em 2009. Fundou o grupo Alvenaria de Teatro em 2008, do qual foi diretor até 2013. No grupo Alvenaria realizou cinco espetáculos, entre eles Butô de Bêbado Não tem Dono (2012), Fogueira (2011) e Bakxai - Sobre as Bacantes (2009). Dirigiu o espetáculo performativo História Sob Rocha em 2015. Em 2016 fundou a Revista Barril, magazine online especializada na crítica em artes, onde hoje atua como editor geral e colunista. Mestrando no Programa de Pós-Graduação em Artes Cênicas (PPGAC) da UFBA. 

 

Daniel Guerra is a general editor of Revista Barril magazine, theater director, and critic. He has a degree in Theater Directing at the Federal University of Bahia (UFBA, 2009) and is the founder of Alvenaria de Teatro, a theater group he directed from 2008 to 2013. Within the group, he created five plays, among them Butô de Bêbado Não Tem Dono (2012), Fogueira (2011), and Bakxai - Sobre a Bacantes (2009). In 2015, he directed História Sob Rocha. The following year, he founded Revista Barril, an online magazine on art critique, in which he currently works as general editor and columnist. He is now pursuing his Master's Degree at the Postgraduate Program in Performing Arts at UFBA. 

Daniel Schenker
Captura de Tela 2021-05-06 às 14.23.14.p

Daniel Schenker

http://www.danielschenker.wordpress.com

Daniel Schenker é crítico de teatro e de cinema. Doutor em Artes Cênicas pela UNIRIO, é autor do livro Teatro dos 4 – A Cerimônia do Adeus do Teatro Moderno (Editora 7Letras, 2018). Integra as comissões dos prêmios de teatro da Associação dos Produtores de Teatro (APTR), Cesgranrio e Questão de Crítica. É professor de história do teatro da Faculdade CAL de Artes Cênicas e da Pós-Graduação em Teoria na mesma instituição. Como crítico de cinema escreve para o jornal O Globo. Mantém um blog destinado à crítica de teatro.

Daniel Schenker is a theater and film critic. PhD in Performing Arts at UNIRIO, he is the author of the book Teatro dos 4 - The Ceremony of Goodbye of Modern Theater (Editora 7Letras, 2018). He is part of the theater awards committees of the Association of Theater Producers (APTR), Cesgranrio and Questão de Crítica. He is a professor of theater history at the CAL Faculty of Performing Arts and the Postgraduate Diploma in Theory at the same institution. As a film critic he writes for the newspaper O Globo. He maintains a blog for theater critics.

Daniel Toledo
danieltoledo_credito_sepasama.jpg

Daniel Toledo

Daniel Toledo é artista, crítico e pesquisador em artes cênicas, performance e artes visuais. Mestre em Sociologia pela UFMG, integrou o curso "What does it mean to decolonize?" na Utrecht University (Holanda). Desenvolve pesquisa sobre site-specificity, descolonização e crítica da modernidade. Foi repórter e crítico cultural do Jornal O Tempo, em Belo Horizonte, e co-editor do site Horizonte da Cena, acompanhando festivais internacionais em Brasília, Curitiba, São Paulo e Salvador. Escreveu textos teatrais montados por variados artistas e coletivos de Minas Gerais, assim como publicados nas coletâneas Janela de Dramaturgia (Ed. Perspectiva) e Teatro de Rua (Ed. Javali). Atualmente integra o coletivo artístico Piolho Nababo e é membro-associado do JA.CA – Centro de Arte e Tecnologia, acompanhando processos de residência artística e atuando como coordenador editorial do Programa CCBB Educativo – Arte & Educação. Vive e trabalha a partir de Belo Horizonte. 

 

Daniel Toledo is an artist, critic and researcher in theatre, performance and visual arts. Master in Sociology by UFMG (Brazil), took part of the course "What does it mean to decolonize?" at Utrecht University (Netherlands). Develops research on site-specificity, decolonization and criticism of modernity. Worked as a reporter and cultural critic for Jornal O Tempo, in Belo Horizonte, and co-editor of the website Horizonte da Cena, following international festivals in Brasília, Curitiba, São Paulo and Salvador. He has written theatrical texts assembled by various Brazilian artists and collectives, and has published in the collections Janela de Dramaturgia (Ed. Perspectiva) and Teatro de Rua (Ed. Javali). He currently takes part of the artistic collective Piolho Nababo and is an associate member of JA.CA - Center of Art and Technology, following artistic residence processes and working as the editorial coordinator of CCBB Educativo - Arte & Educação program. Lives and works from Belo Horizonte (Brazil). 

Daniele Avila Small
Daniele Avila Small Foto Ricardo Laf.jpg

Daniele Avila Small

www.questaodecritica.com.br

Portfolio:

http://www.questaodecritica.com.br/author/admin/ 


 

Daniele Avila Small (Rio de Janeiro, 1976) é crítica e curadora de teatro. Doutora em Artes Cênicas pela UNIRIO, é autora do livro O crítico ignorante – uma negociação teórica meio complicada (Editora 7Letras, 2015). É idealizadora e editora da revista Questão de Crítica. Integrou as equipes de curadoria do FIT BH 2018, da 6ª edição da Janela de Dramaturgia (CCBB-BH), do FIAC – Festival Internacional de Artes Cênicas da Bahia e da CINE BH. Foi curadora dos Olhares Críticos da MITsp entre 2018 e 2020, dentre outros projetos de formação, teoria e crítica de teatro desde 2011, como o Encontro Questão de Crítica, o IDIOMAS e a Complexo Sul. É presidenta da seção brasileira da AICT-IATC. 
 

Daniele Avila Small (Rio de Janeiro, 1976) is a theatre critic and curator. She has a Ph.D. in Scenic Arts from UNIRIO. She is author of the book O crítico ignorante - Uma negociação teórica meio complicada [The Ignorant Critic - a somewhat complicated theoretical negotiation] (Editora 7Letras, 2015), creator and editor of Questão de Crítica. She was a member of several curatorial teams, such as FIT BH 2018, the 6th edition of Janela de Dramaturgia, FIAC - Bahia International Performing Arts Festival and CINE BH. She was the curator of Olhares Críticos at MITsp from 2018 to 2020, among other projects dedicated to theatre theory and criticism since 2011, such as Encontro Questão de Crítica, IDIOMAS and Complexo Sul. She is President of the Brazilian section of AICT-IATC.

Diogo Spinelli
DiogoSpinelli_farofa2.JPG

Diogo Spinelli

http://www.farofacritica.com.br/ 

Portfólio:

https://docs.google.com/document/d/1GkWCvK8b9phwSByCrgL1vDScTcVOYqSLrQPEooXtM1w/edit?usp=sharing

Diogo Spinelli é integrante do Grupo de Teatro Clowns de Shakespeare (Natal/RN), no qual atua e dirige, e é cofundador, co-editor e crítico do site e da Revista Farofa Crítica (Natal/RN). Pelos Clowns, além de atuar nas últimas obras do grupo,  coordena o núcleo de direção dos Laboratórios da Cena Clowns de Shakespeare, ao lado de Fernando Yamamoto,  e co-edita a Revista Balaio. Pelo Farofa Crítica já realizou a cobertura de grandes festivais como Trema! Festival e MITsp. Tem dois livros publicados: Contos Achados & Perdidos (2016) pela SESI-SP Editora, e Pequeno Livro dos Amores Particulares (2017) pela Fortunella Casa Editrice.

 

Diogo Spinelli is a member of Clowns de Shakespeare Theatre Group (RN/Brazil), in which he works both as an actor and director. He is also the co-founder, co-editor and critic of Farofa Crítica (RN/Brazil), both its website and magazine. As a Clowns de Shakespeare’s member, besides acting in the group's latest works, he coordinates the nucleus of directors in the Clowns de Shakespeare’s Stage Labs, alongside Fernado Yamamoto, and co-edits the Balaio magazine. As a critic at Farofa Crítica, Spinelli has covered renowned festivals such as Trema! Festival and MITsp. He is the author of two books: Contos Achados & Perdidos (2016) published by SESI-SP Editora, and Pequeno Livro dos Amores Particulares (2017) published by Fortunella Casa Editrice.

Fábio Prikladnicki
Fabio Prikladnicki - foto Lisa Roos.JPG

Fábio Prikladnicki

Jornalista e doutor em Literatura Comparada pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). É editor e colunista no jornal Zero Hora e na plataforma GZH (gauchazh.clicrbs.com.br). Ministrou um curso de extensão em Crítica Cultural na Universidade do Vale do Rio dos Sinos, em São Leopoldo (RS). Já participou dos júris do Prêmio Açorianos de Teatro, do Troféu Tibicuera de Teatro Infantil, ambos em Porto Alegre, e do Prêmio Braskem em Cena no festival Porto Alegre em Cena.

 

Journalist and PhD in Comparative Literature (Federal University of Rio Grande do Sul - UFRGS), in Porto Alegre, Brazil. Editor and columnist at Zero Hora newspaper and GZH news platform (gauchazh.clicrbs.com.br). He has lectured on cultural criticism at Vale do Rio dos Sinos University (Unisinos), in São Leopoldo, and has been a member of the jury at different theater awards.

Felipe Cordeiro
Felipe Cordeiro - redimensionada, site i

Felipe Cordeiro

https://www.horizontedacena.com

Artista de teatro, crítico, editor e pesquisador. Doutorando em Letras pela FALE/UFMG. Possui o título de Mestre pela mesma instituição. Bacharel em Teatro pela EBA/UFMG. Membro co-fundador do grupo de teatro Mulheres Míticas. No cinema, possui trabalhos concluídos e em andamento com as diretoras Sonadie San e Julia Katharine. Editor da “Em Tese – Revista de Literatura da UFMG”. Crítico de teatro no site Horizonte da Cena. Organizador do livro “Mulheres Míticas em performance” (Editora Javali), junto com Sara Rojo. Possui artigos e capítulos de livros publicados (e aceitos para publicação) no Brasil e em países da Europa. Lecionou nos cursos de graduação em Letras e Teatro da UFMG.

 

Theater artist, critic, editor and researcher. PhD student in Literature at FALE/UFMG. Master's degree from the same institution. BA in Theater from EBA/UFMG. Co-founder member of the theater group Mulheres Míticas. In cinema, he has completed and ongoing works with directors Sonadie San and Julia Katharine. Editor of “Em Tese - UFMG Literature Journal”. Theater critic on the website Horizonte da Cena. Organizer of the book “Mulheres Míticas em Performance” (Editora Javali), with Sara Rojo. He has articles and book chapters published or accepted for publication in Brazil and in Europe. He taught undergraduate theoretical courses in Literature and Theater at UFMG.

Francisco Mallmann
Francisco Mallmann.jpg

Francisco  Mallmann

www.bocasmalditas.com.br

 

Francisco Mallmann é artista e pesquisador transdisciplinar. Atua na intersecção entre poesia, dramaturgia, artes visuais, performance e crítica de arte. Estudou jornalismo (PUC-PR) e artes cênicas (FAP), é mestre em filosofia (PUC-PR) e doutorando em artes da cena (UFRJ). Publicou haverá festa com o que restar (Urutau, 2018, 3º lugar na categoria Poesia do Prêmio da Biblioteca Nacional, finalista do Prêmio Rio de Literatura e do Prêmio Mix Literário), língua pele áspera (7Letras, megamini, 2019) e AMÉRICA (Urutau, 2020). É artista residente na Casa Selvática, onde idealizou a Membrana, uma grupa de escritoras e é editor do Bocas Malditas – cena, crítica e contexto. É também coordenador do departamento de exposições temporárias e itinerantes do Museu do Holocausto de Curitiba. Atualmente, seus trabalhos, pesquisas e interesses voltam-se para a escrita crítica-dramatúrgica performativa e as estéticas decoloniais.

 

Francisco Mallmann is an interdisciplinary artist and researcher who works in the intersection between poetry, dramaturgy, visual arts, performance, and criticism. He holds a Master’s in Philosophy from the Pontifical Catholic University of Paraná. He is author of the award-winning poetry collection haverá festa com o que restar (Urutau, 2018), AMÉRICA (Urutau, 2020) and the chapbook língua pele áspera (7Letras, 2019). Mallmann is artist-in-residence at Casa Selvática, editor of Bocas Malditas and coordinator of the Department of Temporary and Itinerary Exhibitions at the Curitiba Holocaust Museum.

Gabriela Mellão
GabrielaAICT.jpg

Gabriela Mellão

Gabriela Mellão é autora, diretora e crítica teatral.É pós-graduada em Jornalismo Cultural na PUC, com passagem pela Universidade Sorbonne, em Paris (Cultura e Civilização Francesa) e Harvard, em Boston (Dramaturgia e História do Teatro Moderno). É colaboradora da Revista Bravo! desde 2006, atuando hoje como crítica da publicação. É membra da Associação Internacional de Críticos de Teatro. Compõe o júri do prêmio APCA. Foi repórter teatral da Folha de São Paulo entre 2008 e 2012 e curadora de diversos festivais e editais. Tem cinco peças escritas e encenadas por ela, entre elas, Kansas (2018), sobre o medo na contemporaneidade; DesolaDor (2018-19), solo sobre Artaud com Clovys Tôrres; e Nijinsky – Minha Loucura é o Amor da Humanidade (2014/15), peça sobre Nijinsky apresentada no Festival de Avignon off. Também é autora de Sylvia Plath – Ilhada em Mim (2014-18), espetáculo cuja direção de André Guerreiro Lopes foi premiada pela APCA; além de Espasmo (2013) e Correnteza (2012), entre outras. Publicou o livro Gabriela Mellão – Coleção Primeiras Obras.

Gabriela Mellão is a playwright, theater director, and critic. Graduate degree in Cultural Journalism at PUC SP; she studied at Sorbonne University in Paris (Culture and French Civilization) and Harvard, in Boston (Playwright and Modern Theater). Collaborates for Bravo! Magazine since 2006, working today as its critic. It is a member of the International Association of Theater Critics. Since 2015 is part of the jury of the APCA Theater Award. She has worked as a reporter of the newspaper Folha de São Paulo between 2008 and 2012 and as a curator of several theater festivals and open announcements. She has written and directed five plays: Kansas (2018), a play about fear in the contemporary world; DesolaDor (2018/19), a solo work about Artaud with Clovys Tôrres; Nijinsky – Minha Loucura é o Amor da Humanidade (2014/15), a play about Nijinsky presented at Avignon Off Festival. She is also the author of Sylvia Plath – Ilhada em Mim (2014-18), which has won the APCA Award for the staging of André Guerreiro; Espasmo (2013), Correnteza (2012), and others. She has published the book “Gabriela Mellão – Coleção Primeiras Obras.”

Guilherme Augusto Diniz
Guilherdinizcreditoleticiasouza-4-min_ed

Guilherme Diniz

www.horizontedacena.com

Portfólio: https://docs.google.com/document/d/1NxlJQMngu3cNsQGfDnVM90VXMgGwozyLBsnHoOT1xrk/edit?usp=sharing

Guilherme Augusto Diniz é pesquisador, ator e crítico teatral. Licenciado em Teatro pela EBA/UFMG e mestrando em Literatura Brasileira pela FALE/UFMG. Como crítico colabora no site Horizonte da Cena (BH/MG). É cofundador da Cia. Espaço Preto, grupo teatral fundado em 2014, com o qual pesquisa as teatralidades e dramaturgias negras. Estudou Literaturas e Dramaturgias Africanas de Língua Portuguesa, bem como Análise e Crítica do Espetáculo na Universidade de Coimbra, pelo programa Abdias Nascimento/CAPES. Foi Coordenador de Cultura da APEB, Associação de Pesquisadores e Estudantes Brasileiros em Coimbra, organizando eventos e projetos artístico-culturais. É um dos Produtores e Consultores do Prêmio Leda Maria Martins de Artes Cênicas Negras. É atualmente o Diretor Artístico do Teatro Municipal Geraldina Campos de Almeida, de Pará de Minas/MG, gerindo a agenda artística desta instituição. 

Guilherme Augusto Diniz is a researcher, actor, and theater critic. He graduated in Theater at EBA / UFMG and is pursuing a master's degree in Brazilian Literature at FALE / UFMG. He collaborates on the website Horizonte da Cena (BH / MG) as a critic. He is co-founder of Cia. Espaço Preto, a theatrical group, founded in 2014, with which he researches black theatricals and dramaturgies. He studied African Literatures of Portuguese Language and Dramaturgies and Analysis and Criticism of the Scenic Arts at the University of Coimbra, through the Abdias Nascimento program. / CAPES. He was a culture coordinator of APEB, Association of Researchers and Brazilian Students in Coimbra, organizing artistic and cultural events and projects. He is one of the Producers and Consultants of the Leda Maria Martins Award for Black Scenic Arts. He is currently the Artistic Director of the Municipal Theater Geraldina Campos de Almeida, from Pará de Minas / MG, managing this institution's artistic programs.

Helena Carnieri
Helena_Carnieri_edited.jpg

Helena Carnieri

https://www.bemparana.com.br/blog/teatrocuritiba 

Helena Carnieri é jornalista, cobre as artes cênicas em Curitiba (PR) desde 2011, tendo trabalhado no jornal Gazeta do Povo como cronista e setorista do saudoso Caderno G. Hoje colabora com veículos como Folha de S.Paulo e Jornal Cândido, da Biblioteca Pública do Paraná, trazendo reportagens e críticas relacionadas à cena curitibana e temas como educação e ciências. Escreveu sobre montagens de autores paranaenses, como Dalton Trevisan, Luci Collin e Manoel Carlos Karam, e acompanha a trajetória de companhias locais como Ave Lola, Armadilha, Selvática e Delírio. No blog “A vida é palco”, hospedado pelo portal Bem Paraná, escreve crônicas sobre maternidade, cotidiano e reflexões sobre as artes. É mestre em Estudos Literários (UFPR – 2016) com pesquisa sobre a adaptação para os palcos, em especial a respeito de A dama do mar, na montagem de Robert Wilson (1999) do texto de Henrik Ibsen, com versão de Susan Sontag. Trabalha também com assessoria de imprensa.

Working as a Journalist, Helena Carnieri has been writing about the scenic arts in Curitiba (PR) since 2011, having worked for the late Caderno G in Gazeta do Povo newspaper. Today she collaborates with newspapers like Folha de S.Paulo and Cândido magazine, from Parana´s Public Library, writing stories and criticism about the theater in Curitiba and features and topics on Education and Sciences. In this context, she has brought to the public notes on Parana authors, such as Dalton Trevisan, Luci Collin, and Manoel Carlos Karam, and follows the evolution of local companies such as Ave Lola, Armadilha, Selvática, and Delírio. In her blog “A

vida é palco”, hosted by Bem Paraná portal, Helena writes chronicles about motherhood, day to day experiences, and the arts. She is a master in Literary Studies (UFPR – 2016) with an essay on Bob Wilson´s “Lady from the sea,” adaptation from the Henrik Ibsen text by Susan Sontag. She also works with press aid projects.

Heloísa Sousa
HeloisaSousa-fotofarofa_edited.jpg

Heloísa Sousa

http://www.farofacritica.com.br/ 

 

Portfólio: https://drive.google.com/drive/folders/1TLE4bWgKQ_SLb_oqCeAbt4sR3UnUp0UH

Heloísa Sousa é encenadora, crítica de teatro e pesquisadora em Natal (RN). Graduada no curso de Licenciatura em Teatro e mestre em Artes Cênicas pela UFRN. Desenvolve pesquisas acadêmicas sobre moda, figurino e performance. Desde 2016, escreve para o site Farofa Crítica. Além disso, colaborou com grupos em Natal (RN) que se destacam por suas investigações imagéticas na cena performativa, como o Cruor Arte Contemporânea (2012-2014) e a Sociedade T (2013-2018). Desde 2018, trabalha no projeto Teatro das Cabras, no qual cria encenações contemporâneas prioritariamente com mulheres.  

Heloísa Sousa is a theater director, theater critic and researcher in Natal (RN/Brazil). She graduated in Theatre and has a Master’s Degree in Performing Arts at UFRN. She develops academic studies about fashion, costume designs, and performance art. She writes at the Farofa Crítica website since 2016. She has also collaborated as an art director in other works of groups in Natal (RN/Brazil) that are known for their investigation on imagery in performing arts, such as Cruor Arte Contemporânea (2012-2014) and Sociedade T (2013-2018). Since 2018, she works on Teatro das Cabras, creating contemporary works with mostly female crews.  

Henrique Saidel
Perfil Henrique by Ale Haro 300dpi (2).j

Henrique Saidel

www.bocasmalditas.com.br

www.ufrgs.br/qorpoqritico

 

Henrique Saidel é diretor de teatro, performer, pesquisador, curador e colecionador de brinquedos. É professor do Departamento de Arte Dramática da Universidade Federal do Rio Grande do Sul – UFRGS, em Porto Alegre. Graduado em Direção Teatral pela UNESPAR (2005), Mestre em Teatro pela UDESC (2009) e Doutor em Artes Cênicas pela UNIRIO (2016). É co-editor do site “Bocas Malditas – cena, crítica e contexto”, junto com Francisco Mallmann e Luana Navarro. É editor/coordenador do blog “Qorpo Qrítico – teatro e outras cenas”, ligado ao Jornal da UFRGS. Foi integrante da Companhia Silenciosa, de 2002 a 2012, com Giorgia Conceição e Leonarda Glück. É colaborador da p.ARTE – Mostra de Performance Art, em Curitiba, e um dos organizadores da Mostra TPE – Teatro, Pesquisa e Extensão, realizada mensalmente na UFRGS. Em 2019, lançou o livro As artes do cover: performance para além da cópia e do original, com sua tese de doutorado, pela Editora Circuito e Grupo POP LAB – Estudos em filosofia pop.

 

Henrique Saidel is a Brazilian theater director, performer, researcher, curator and toy collector. He is a teacher in the Department of Dramatic Art at the Universidade Federal do Rio Grande do Sul – UFRGS, in Porto Alegre, Brazil. Graduated in Theater Direction at UNESPAR (2005), Master in Theater at UDESC (2009) and Ph.D. in Performing Arts at UNIRIO (2016). He is co-editor of the website “Bocas Malditas – scene, criticism and context”, with Francisco Mallmann and Luana Navarro, and he is editor/coordinator of the blog “Qorpo Qrítico – theater and other scenes”, linked to the Jornal da UFRGS. He was a member of the group Companhia Silenciosa, from 2002 to 2012, with Giorgia Conceição and Leonarda Glück. He is collaborator in p.ARTE – Performance Art Festival, in Curitiba, and one of the organizers of the TPE Festival – Theater, Research and Extension, held monthly at UFRGS. In 2019, he released the book The art of impersonating: performance beyond the copy and the original, with his doctoral thesis, by Editora Circuito and POP LAB Group – Studies in pop philosophy.

Igor de Almeida Silva
Igor da silva.jpg

Igor de Almeida Silva

Igor de Almeida Silva é pesquisador, diretor teatral e professor do Departamento de Artes da UFPE. Atua também como professor no PPGAC da UFAC. Foi contemplado pelo Programa de Bolsas para Pesquisa Capes/Humboldt, na modalidade pós-doutorado, para realizar pesquisa na Universität Hildesheim (Alemanha). Possui doutorado em Artes Cênicas pela USP. É autor do livro Réquiem à Infância (2009); e organizador do livro Ingrid Dormien Koudela: o teatro como alegoria (2018). Foi pesquisador e redator para a Enciclopédia Itaú Cultural de Teatro, de 2008 a 2009, escrevendo verbetes sobre o teatro moderno e contemporâneo no estado de Pernambuco, Brasil.


Igor de Almeida Silva is researcher, theatre director and professor of Theatre Studies at the UFPE. He is also professor in the master’s degree program in Performing Arts at the UFAC. He was awarded a research grant by the Capes-Humboldt Research Fellowship Program, to carry out a postdoctoral research at the Universität Hildesheim, Germany. Ph.D. Scholar with doctorate in the Performing Arts by USP. He is the author of the book Réquiem à Infância (2009). He is editor of the book Ingrid Dormien Koudela: o teatro como alegoria (2018). He worked as researcher and writer for Enciclopédia Itaú Cultural de Teatro from 2008 to 2009, writing entries on modern and contemporary theatre in the state of Pernambuco, Brazil.

João Cícero
joao cicero.jpeg

João Cícero

João Cícero é Pós-Doutor em Artes Cênicas pelo programa de Pós-Graduação da UNIRIO; Doutor em História Social da Cultura pela PUC-RIO, Bacharel em Artes Cênicas pela UNIRIO; atua como docente em Ensino Superior há  mais dez anos, na Faculdade SENAI-CETIQT e desde 2016 na Faculdade CAL, ministrando disciplinas de História da Arte, do Teatro, Estética e Interpretação de Texto Teatral, entre outras.  É colaborador da revista Questão de Crítica. Em 2015, fez a peça SEXO NEUTRO, sendo indicado como melhor autor para os prêmios Questão de Crítica e CESGRANRIO. Estreou em 2017 a peça BATISTÉRIO, e em 2018 a peça Ossos ou o salto de Prometeu.  Coordena o curso de Licenciatura da Faculdade CESGRANRIO. 

Ivana Moura
IVANA%20MOURA%20foto%20-%20Nando%20Chiap

Ivana Moura

http://www.satisfeitayolanda.com.br/blog/

 

Ivana Moura é jornalista, crítica e pesquisadora de teatro, escritora e produtora cultural. Doutoranda em Artes Cênicas pela Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo (ECA-USP), Mestra em Teoria da Literatura (UFPE), com especialização em Jornalismo e Crítica Cultural (UFPE); graduada em Jornalismo pela Universidade Católica de Pernambuco (Unicap). Idealizadora e editora do blog Satisfeita, Yolanda?, especializado em críticas e notícias de artes cênicas desde 2011. Atuou como crítica convidada em festivais como Mirada, Mostra Internacional de Teatro de São Paulo (MITsp), Festival de Teatro de Fortaleza e Mostra Latino-Americana de Teatro de Grupo. Autora do livro Osman Lins, o matemático da prosa e da peça O Crepúsculo de Van Gogh. Adaptou e codirigiu o espetáculo Os Desastres de Sofia, inspirado em conto de Clarice Lispector. Atuou como repórter, editora-assistente e editora de Cultura do jornal Diário de Pernambuco (1989-2013). 

 

Ivana Moura is a journalist, critic and theater researcher, writer, and cultural producer. She is a Ph.D. candidate in Performing Arts at the School of Communications and Arts of the University of São Paulo (ECA-USP), Master in Theory of Literature (UFPE), with specialization in Journalism and Cultural Criticism (UFPE); graduated in Journalism from the Catholic University of Pernambuco (Unicap). Creator and editor of the blog Satisfeita, Yolanda?, a website specialized in criticism and news in the scenic arts since 2011. She has acted as a guest critic at festivals such as Mirada, São Paulo International Theater Show (MITsp), Fortaleza Theater Festival and Mostra Latin- American Group Theater. Author of the book Osman Lins, The Mathematician of Prose” and the play The Twilight by Van Gogh. She adapted and co-directed the show The Disasters of Sofia, inspired by a short story by Clarice Lispector. She worked as a reporter, assistant editor and Culture editor for the newspaper Diário de Pernambuco (1989-2013). 

Julia Guimarães
juliaguimaraens_edited.jpg

Julia Guimarães

www.horizontedacena.com

 

Portfólio: 

https://drive.google.com/file/d/1eb0cpPH30qVvwkCgzkKTY0sAnfaqzt38/view?usp=sharing

Julia Guimarães é professora visitante de Literatura e Teatro na Faculdade de Letras da UFMG. Realizou pós-doutorado na Escola de Belas Artes da UFMG, onde atuou como professora colaboradora. Concluiu o doutorado em artes cênicas na ECA-USP, onde atuou como professora convidada. É coorganizadora do livro O teatro como experiência pública (ed. Hucitec, 2019). Integra a equipe de colaboradores do podcast e site de crítica Horizonte da Cena (BH), além de ter trabalhado como jornalista e crítica de teatro nos jornais O Tempo e Pampulha (BH). Atuou como crítica convidada em diversos festivais no Brasil e integrou a equipe de críticos do site Teatrojornal (SP).

 

Julia Guimarães is a visiting professor of ​​Literature and Theatre at the Faculty of Letters at UFMG. She holds a Post-Doctoral Residency degree in Performing Arts at UFMG, where she worked as a collaborating professor. Also, completed her doctorate in performing arts at ECA-USP, where she served as a guest professor. She is co-organizer of the Ibero-American book O teatro como experiência pública (Theatre as a public experience, ed. Hucitec, 2019). She is part of the team of the podcast and theatre critic website Horizonte da Cena (BH). She worked as reporter and theatre critic for the newspapers O Tempo and Pampulha (BH). She acted as a guest critic at several festivals in Brazil and was part of the team of critics on the Teatrojornal (SP) website.

Kil Abreu
Feira%20de%20Ladra_edited.jpg

Kil Abreu

https://cenaaberta.com.br/

Portfólio:

https://cenaaberta.com.br/author/kilabreu/

Kil Abreu é Jornalista, crítico, curador de teatro. Foi diretor do Departamento de teatros da Secretaria Municipal de Cultura de São Paulo. Escreveu para o jornal Folha de São Paulo. Coordenou por oito anos a Escola Livre de teatro de Santo André. Compôs os júris dos prêmios Shell e APCA. Foi curador dos festivais de Curitiba, Festival Recife do teatro nacional, Festival de teatro de Fortaleza, Festival internacional de teatro de São José do Rio Preto e das atividades reflexivas da Mostra internacional de teatro de São Paulo (MITsp). Edita, com Rodrigo Nascimento, o site Cena Aberta – teatro, crítica e política das artes. É curador no Centro Cultural São Paulo.

Kil Abreu is a journalist, critic, and curator. He was director of the Theater Department of the Secretary of Culture, in São Paulo. For eight years, he coordinated the Santo André's Free School of Theater (Escola Livre de Teatro de Santo André). As a critic, Abreu wrote for the newspaper Folha de São Paulo and, as a juror, he participated in awards such as Shell and APCA (Paulist Associaton of Art Critics). Kil Abreu also curated theater festivals in Curitiba, Recife, Fortaleza, São José do Rio Preto, and roundtables of the International Theater Festival of São Paulo (MITsp). He edits, with Rodrigo Nascimento, the website "Cena Aberta - theater, criticism, and politics of the arts". He currently works as theater curator at Centro Cultural São Paulo.

Luciana Romagnolli
LucianaRomagnolli5-credEvelen%20Torrens_

Luciana Romagnolli

www.horizontedacena.com

 

Portfólio:

https://www.horizontedacena.com/tag/luciana-romagnolli/

Luciana Romagnolli é jornalista, pesquisadora, crítica e curadora de teatro. Doutora em Artes Cênicas (ECA-USP); Mestra em Artes (EBA-UFMG) e especialista em Literatura Dramática e Teatro (UTFPR), com bacharelado em  Comunicação Social (UFMG). Fundadora e editora do site Horizonte da Cena (2012) e uma das idealizadoras da DocumentaCena - Plataforma de Crítica (2014). Foi repórter nos jornais O Tempo (2011-2012) e Gazeta do Povo (2007-2010). Curadora da ocupação Conexões na Funarte-MG, em 2015; do Idiomas - Fórum Ibero-Americano de Crítica de Teatro, em Curitiba, em 2016; da programação nacional e internacional do Festival Internacional de Teatro Palco e Rua de Belo Horizonte - FIT-BH 2018; e do eixo reflexivo Olhares Críticos da MITsp 2017-2020; entre outros. Foi coordenadora de crítica do Janela de Dramaturgia, BH, 2012-2019. É autora de material didático de Arte para Editora Positivo. 

 

Luciana Romagnolli is a journalist, researcher, critic, and curator. Ph.D. in Performing Arts (ECA-USP); Master in Arts (EBA-UFMG) and specialist in Dramatic Literature and Theater (UTFPR). Bachelor's degree in Social Communication (UFMG). Founder and editor of the website Horizonte da Cena (2012) and one of the creators of DocumentaCena - Plataforma de Crítica (2014). She was a reporter for the newspapers O Tempo (2011-2012), and Gazeta do Povo (2007-2010). She also writes articles for other newspapers. Curator of the Conexões occupation at Funarte-MG, in 2015;  Idiomas - Ibero-American Forum of Theater Criticism, in Curitiba, in 2016; national and international programming of the FIT-BH, in Belo Horizonte, 2018; and the Critical Views of MITsp 2017-2020. Critics Coordinator of the Janela de Dramaturgia, in Belo Horizonte, 2012-2019. Author of art teaching books for Editora Positivo.

Maria Luísa Barsanelli
Malu Barsanelli @Gabriel Cabral.jpg

Maria Luísa Barsanelli

Maria Luísa Barsanelli é jornalista, formada pela UnB - Universidade de Brasília, e tem especialização em francês e cultura francesa pela Université Lumière Lyon II (França). Trabalhou em veículos como Correio Braziliense, G1 e Folha de S.Paulo. Na Folha, foi repórter de teatro do caderno Ilustrada, no qual foi também editora-assistente. Além disso, editou a coluna Dramáticas, com conteúdo exclusivo sobre a cena teatral. É jurada de troféus teatrais, como o Prêmio Shell-SP e o Reverência. Atualmente, produz e edita conteúdo para festivais e instituições, como a MITsp - Mostra Internacional de Teatro de São Paulo e o Sesc-SP.

 

Maria Luísa Barsanelli received a degree in Journalism from the Federal University of Brasília (UnB) and specialized in French language and French culture at Université Lumière Lyon II (France). In the Brazilian press, she worked at Correio Braziliense, G1, and Folha de S.Paulo. At Folha, she was a theatre reporter and also a deputy editor on the arts desk (Ilustrada). In addition, she edited the Dramáticas column, with exclusive content on the theater scene. She is a judge of theatrical awards, such as the Prêmio Shell-SP and Reverência. Currently, she produces and edits content for festivals and institutions, such as MITsp - São Paulo International Theatre Festival and Sesc-SP.

Marcio Aquiles
Marcio Aquiles .jpg

Marcio Aquiles

Marcio Aquiles é escritor, crítico literário e teatral, autor dos livros A Odisseia da Linguagem no Reino dos Mitos Semióticos; O Eclipse da Melancolia; O Amor e outras Figuras de Linguagem; O Esteticismo Niilista do Número Imaginário; Delírios Metapoéticos Neodadaístas, entre outros. É um dos autores da coletânea Critical Articulations of Hope from the Margins of Arts Education e um dos organizadores da obra Teatro de Grupo na Cidade de São Paulo e na Grande São Paulo: Criações Coletivas, Sentidos e Manifestações em Processos de Lutas e de Travessias. Foi crítico da Folha de S.Paulo e é membro da APCA. Desde 2014, é coordenador de projetos internacionais da SP Escola de Teatro. 



Marcio Aquiles is a writer, literary and theatre critic, author of the books A Odisseia da Linguagem no Reino dos Mitos Semióticos; O Eclipse da Melancolia; O Amor e outras Figuras de Linguagem; O Esteticismo Niilista do Número Imaginário; Delírios Metapoéticos Neodadaístas, among others. He is one of the authors of the collection Critical Articulations of Hope from the Margins of Arts Education and one of the organizers of the book Teatro de Grupo na Cidade de São Paulo e na Grande São Paulo. Former critic at Folha de S.Paulo newspaper and current a member of APCA. Since 2014, he is head of international projects at SP Escola de Teatro.

Marco Vasques
marcosvasques_edited.jpg

Marco Vasques

www.caixadeponto.wix.com/site

Marco Vasques é poeta e crítico de teatro. Mestre e Doutor em Teatro pelo Programa de Pós-Graduação da Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC), com pesquisa em Flávio de Carvalho. É autor dos seguintes livros: Elegias Urbanas (poemas, Bem-te-vi, 2005), Flauta sem Boca (poemas, Letras Contemporâneas, 2010), Anatomia da Pedra & Tsunamis (poemas, Redoma, 2014), Harmonias do Inferno (contos, Letras Contemporâneas, 2010), Carnaval de Cinzas (contos, Redoma, 2015) entre outros. Ao lado de Rubens da Cunha é editor do Caixa de Pont[o] – jornal brasileiro de teatro. Atualmente preside o Fórum Setorial Permanente de Teatro da cidade de Florianópolis e é membro do Conselho Municipal de Políticas Culturais. É colunista do jornal Folha da Cidade.

 

Marco Vasques is a poet and theater critic. Master and Ph.D in theater studies at the Postgraduate Program in Theater of Santa Catarina State University, with a research on Flavio de Carvalho’s work. He is the author of the following books: Elegias Urbanas (poems, Bem-te-vi, 2005), Flauta sem Boca (poems, Letras Contemporâneas, 2010), Anatomia da Pedra & Tsunamis (poems, Redoma, 2014), Harmonias do Inferno (short stories, Letras Contemporâneas, 2010), Carnaval de Cinzas (short stories, Redoma, 2015). With Rubens da Cunha, he is editor of Caixa de Ponto – Jornal Brasileiro de Teatro. He currently chairs the Permanent Sectorial Forum on Theater of de city of Florianópolis, and he is a member of the Municipal Council for Cultural Policies. Marco Vasques is also a columnist for Folha da Cidade Newspaper.

Marcos Antônio Alexandre
foto_Marcos_Ant%C3%83%C2%B4nio_Alexandre

Marcos Antônio Alexandre

 www.horizontedacena.com

Marcos Antônio Alexandre é Professor Titular da FALE-UFMG. Bolsista do CNPq – Nível 1C. Realizou pesquisa de pós-doutorado sobre Cultura Afrodescendente em Cena, no ISA, em Havana, e no PPGAC da UFBA (2008-2009); atuou como Visiting Research Scholar no Hemispheric Institute of Performance and Politics, na NYU, onde desenvolveu pesquisa de pós-doutorado sobre Performances e Alteridades nesta Instituição e no PPGAC da UNIRIO (2017-2018). Integra o Mayombe Grupo de Teatro, desde 1995. É crítico do Horizonte da Cena. Realiza pesquisas sobre: literaturas hispânicas, performances, rituais afro-brasileiros, teatro negro e teatro latino-americano.

Marcos Antônio Alexandre is Full Professor at the Faculty of Letters-UFMG. Research Productivity Scholarship from CNPq - Level 1C. Conducted post-doctoral research on Afro-descendant Culture in Scene, at ISA, in Havana, and at PPGAC at UFBA (2008-2009); he was a Visiting Research Scholar at the Hemispheric Institute of Performance and Politics, at NYU, where he developed post-doctoral research on Performances and Otherness in this Institution and at UNIRIO’s PPGAC (2017-2018). He has been part of the Mayombe Theater Group since its foundation in 1995. He is a critic of the Horizonte da Cena website. He develops research on the following themes: Hispanic literature, performances, Afro-Brazilian rituals, black theater, and Latin American theater.

Mário Rosa
Mário Rosa.JPG

Mário Rosa

www.horizontedacena.com

 

Professor, pesquisador, dramaturgo e crítico teatral. Graduado em História (FAFICH-UFMG) e mestre em Arte e Educação (FaE-UFMG), participou do projeto segundaPRETA na cidade de Belo Horizonte e integra o grupo de críticos do site Horizonte da Cena. 


 

Teacher, researcher, playwright and theatre critic. Graduated in History (FAFICH-UFMG) and master in art and education (FaE-UFMG). He was a participant of the SegundaPRETA, in Belo Horizonte (Brazil), and is part of the group of critics on the Horizonte da Cena website.

Mateus Araújo
AN__6437-2.jpg

Mateus Araújo

www.matteusaraujo.com

Mateus Araújo é jornalista formado pela Universidade Católica de Pernambuco e Mestre em Artes Cênicas pela Universidade Estadual Paulista, com pesquisa sobre masculinidades na obra do Grupo Magiluth. Foi analista de comunicação da SP Escola de Teatro. Escreve para TAB UOL e Revista Continente e é editor e cofundador da Diadorim, agência de jornalismo independente com foco em direitos humanos, diversidade sexual e identidades de gênero. Foi repórter, colunista e crítico de teatro do Jornal do Commercio e colaborador da Folha de S.Paulo.

 

Mateus Araújo is a journalist who graduated from the Universidade Católica de Pernambuco and a master's in Performing Arts from the Universidade Estadual Paulista, with research on masculinities in the work of the Magiluth Group. He has worked as communication analyst at SP Escola de Teatro. Currently he is a collaborative reporter for TAB UOL and Revista Continente and editor for Diadorim, journalism agency. He has worked as reporter, columnist, and theater critic for Jornal do Commercio, and he has also written for Folha de S.Paulo.

Michele Rolim
WhatsApp Image 2021-03-15 at 22.31.32.jp

Michele Rolim

www.agoracriticateatral.com.br

 


 

Jornalista, pesquisadora e crítica teatral. Doutoranda pelo Programa de Pós-Graduação em Artes Cênicas da UFRGS. Trabalha na imprensa cultural desde 2009. É editora do site AGORA Crítica Teatral e autora do livro “O que pensam os curadores de artes cênicas” (2017, editora Cobogó). É membro da FIBRA - Rede de Festivais Internacionais Brasileiros para Crianças e Jovens e Conselheira Estadual de Cultura do RS. Participou de diversos júris de Teatro. Vem atuando em festivais de artes cênicas no Brasil como crítica, curadora e debatedora. Em 2019 realizou a curadoria da Espetacular - Mostra Internacional de Artes para Crianças, em Curitiba. No ano seguinte, coordenou a Prática da Crítica na MITsp.


 

Journalist, researcher, and theater reviewer. Michele Rolim is a Ph.D. graduate at the Performing Arts Post-Graduation Program at the Federal University of Rio Grande do Sul (UFRGS). She was a reporter focused on the performing arts at Jornal do Comércio from 2009 to 2017. Editor of AGORA Crítica Teatral website, she has written “O que pensam os curadores de artes cênicas”, published by Cobogó in 2017. Member of the Brazilian International Festivals Network for Children and Youth and State Culture Counselor in Rio Grande do Sul. She participated in several theater juries. She has worked in performing arts festivals in Brazil as a reviewer, curator and panelist. In 2019, in Curitiba, she was the curator of Espetacular, an international showcase of theater for children. In the following year, she was the coordinator of a group of theatre critics at MITsp.

Patrick Pessoa
Patrick Pessoa.jpeg

Patrick Pessoa

www.questaodecritica.com.br

www.revistaviso.com.br

 

Doutor em Filosofia pela UFRJ/Universität Potsdam (Alemanha), é Professor Associado do Departamento de Filosofia e do Programa de Pós-Graduação em Filosofia da UFF desde 2009. Além de professor, é dramaturgo, crítico teatral e editor da Revista Viso: Cadernos de Estética Aplicada. Como dramaturgo, já colaborou com os diretores Aderbal Freire-Filho (Na selva das cidades, 2011), Malu Galli e Bel Garcia (Oréstia, 2012), Marcio Abreu (Nômades, 2014), Daniela Amorim (Labirinto, 2015), Jörgen Tjon A Fong (Invisível, 2016), Marco André Nunes (Mar de ressaca, 2016) e Adriano Guimarães (O imortal, 2018). Como crítico teatral, escreve para o jornal O Globo e para a Revista Questão de Crítica, além de ser jurado dos Prêmios Shell-RJ e Questão de Crítica.

 

Ph.D. in Philosophy (UFRJ/Universität Potsdam, Germany), Patrick Pessoa has been a Professor in the Department of Philosophy and the Postgraduate Program in Philosophy at UFF since 2009. He is also a playwright, theater critic, and editor of Revista Viso: Cadernos de Estética Aplicada. As a theatrical critic, he writes for the newspaper O Globo and for Revista Questão de Crítica, in addition to being a judge of the Shell-RJ and Questão de Crítica Awards. He published five books and several essays on literary, cinematographic, and theatrical criticism in specialized magazines.

Paulo Bio Toledo
Bio%20Toledo_edited.jpg

Paulo Bio Toledo

 

 

Doutor em Artes Cênicas pela Universidade de São Paulo (2018), com estágio na Universidade Nova de Lisboa, em Portugal. Professor de Literatura e Teatro da Faculdade de Letras da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Crítico de teatro do jornal Folha de São Paulo desde 2017.  

 

PhD in Performing Arts at the University of São Paulo (2018) and was a Visiting Researcher at Universidade Nova de Lisboa, in Portugal. Professor of Literature and Theatre at the Faculty of Letters of the Federal University of Minas Gerais (FALE- UFMG). Theatre critic for Folha de São Paulo newspaper since 2017.

Pollyanna Diniz
Foto Polly_para site IACT.jpg

Pollyanna Diniz

http://www.satisfeitayolanda.com.br

Pollyanna Diniz é jornalista, crítica e pesquisadora de teatro. Mestre em Artes Cênicas pela Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo, graduada em jornalismo pela Universidade Federal de Pernambuco e em Administração pela Universidade de Pernambuco. Idealizadora do site Satisfeita, Yolanda?, especializado em críticas e notícias de artes cênicas criado em 2011. Atuou como crítica em festivais como Mirada, Mostra Internacional de Teatro de São Paulo (MITsp) e Mostra Latino-Americana de Teatro de Grupo. Trabalha como editora de conteúdo e assessora de comunicação. Teve passagens pelo Diario de Pernambuco, Rede Globo Nordeste e TV Universitária.

Pollyanna Diniz is a journalist, theatre critic and scholar. She has a Master's Degree in Performing Arts from Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo and a Bachelor's Degree in both Social Communication from Universidade Federal de Pernambuco and Business Administration from Universidade de Pernambuco. Founder of Satisfeita, Yolanda?, a website focused on theatre reviews and performing arts created in 2011. She has attended to festivals such as Mirada, Mostra Internacional de Teatro de São Paulo (MITsp) and Mostra Latino-Americana de Teatro de Grupo as theatre critic. She works as content editor and media relations manager and has worked at Diario de Pernambuco, Rede Globo Nordeste and TV Universitária.

Renan Ji
RenanJi.jpg

Renan Ji

www.questaodecritica.com.br

Portfólio: http://www.questaodecritica.com.br/author/renan-ji/

 

Professor adjunto de Literatura Brasileira na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e Doutor em Literatura Comparada pela Universidade Federal Fluminense (UFF). Escreve ensaios e artigos sobre literatura, cultura brasileira, teatro, infância, gênero e sexualidade, além de atuar como crítico de teatro na Revista Questão de Crítica e em festivais nacionais e internacionais.

 

Tenure Professor in Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Department of Letras Vernáculas. Ph.D. in Comparative Literature from Universidade Federal Fluminense (UFF). Author of essays and academic articles about literature, Brazilian culture, theater, childhood, and gender studies. Renan Ji is a collaborator in Questão de Crítica theater critics studies review and participates in local and international theater festivals.

Renato Mendonça
Renato_Mendon%C3%83%C2%A7a_-_Foto_Pedro_

Renato Mendonça

 

Portfólio:

https://1drv.ms/u/s!Ak4LCHIGFJY9uHBpaFpPoQwBOD4s?e=BfhJbT

Renato Mendonça é crítico teatral e dramaturgo. Mestre em Artes Cênicas (2013) pelo PPGAC/UFRGS. Foi coeditor do site nacional de crítica teatral AGORA entre 2015 e 2019. Por quase 15 anos, foi editor de Teatro no diário Zero Hora, de Porto Alegre. É o curador do Ponto de Teatro do Instituto Ling, de Porto Alegre. Coordena, desde 2013, a Escola de Espectadores de Porto Alegre (EEPA). Entre 2007 e 2014, frequentou a Oficina de Dramaturgia orientada por Graça Nunes. Como jornalista e como crítico, participou de importantes festivais de artes cênicas, como Avignon (França), MITsp (São Paulo), Porto Alegre Em Cena (Porto Alegre), FIAC Bahia (Salvador) e FILO (Londrina).

 


Renato Mendonça is a theater critic and playwright. He holds a Master’s degree in Performing Arts (2013) from the Federal University of Rio Grande do Sul (UFRGS). He coedited the website AGORA Crítica Teatral between 2015 and 2019. For 15 years, he was the theater editor of newspaper Zero Hora. Since 2013, he has been coordinating the Escola de Espectadores de Porto Alegre (EEPA), a project aimed at qualifying the audience of scenic arts inspired by the concepts of Argentinean researcher Jorge Dubatti. He participated in the most important theater festivals in Brazil, such as MITsp (São Paulo), Porto Alegre Em Cena (Porto Alegre), FIAC Bahia (Salvador), FILO (Londrina), The Curitiba Theater Festival (Curitiba).

Rubens da Cunha
fotorubensdacunha_edited.jpg

Rubens da Cunha

caixadeponto.wix.com/site 

Rubens da Cunha é escritor, crítico teatral e docente da Universidade do Recôncavo da Bahia - UFRB. Doutor em Literatura na UFSC, com tese sobre a obra teatral de Hilda Hilst. Com Marco Vasques é editor do Jornal Brasileiro de Teatro Caixa de Ponto. Tem sete livros publicados: Campo Avesso, (2001); Casa de Paragens (2004); Aço e Nada (2007); Vertebrais (2008), Crônica de Gatos (2010), Curral (2015) e Breves Exercícios para Fugitivos (2015).

 


Rubens da Cunha is a writer, theater critic and professor at Federal University of Recôncavo da Bahia (UFRB). He has a Ph.D. in Literature by Federal University of Santa Catarina. His ressearch is on the teatrical work of Hilda Hilst. With Marco Vasques, he is editor of Caixa de Ponto – Jornal Brasileiro de Teatro. He is the author of the following books: Campo Avesso (2001); Casa de Paragens (2004); Aço e Nada (2007); Vertebrais (2008), Crônica de Gatos (2010), Curral (2015) e Breves Exercícios para Fugitivos (2015).

Sérgio Maggio
S%C3%A9rgio%20Maggio_edited.jpg

Sérgio Maggio

Sérgio Maggio é jornalista, crítico, diretor e dramaturgo. Fez mestrado em crítica teatral na Universidade de Brasília, trabalhou, como crítico, em jornais como Correio da Bahia, Correio Braziliense e em festivais como Mostra Latino-Americana de Teatro de Grupo, Movimento Internacional de Dança (MID), Cena Contemporânea Festival de Teatro. 

Sérgio Maggio has a degree in journalism and works as a theater critic, director, and playwright. He holds a Master's degree in theater criticism from the University of Brasilia (UnB). Regarding his professional experiences, he worked as a theater critic in Correio da Bahia and Correio Braziliense newspapers. He also worked as a theater critic in festivals, such as Mostra Latino-Americana de Teatro de Grupo, Movimento Internacional de Dança (MID), Cena Contemporânea Festival de Teatro.

Soraya Belusi

Soraya Belusi

https://www.horizontedacena.com/

Portfólio: 

https://docs.google.com/document/u/0/d/10Xzft3eJnKzL8tqYVTkOWQvRUP91XsOcz0xXJs2PzSc/edit?pli=1

Soraya Belusi é jornalista, pesquisadora e crítica de teatro. Mestre em Artes (EBA-UFMG), focou sua pesquisa em processos de criação e crítica genética.  Foi fundadora e editora do site Horizonte da Cena (2012) e participou da DocumentaCena - Plataforma de Crítica (2014). Foi repórter e editora de Cultura no jornal O Tempo (2004-2020) e colaborou com os principais jornais do Brasil. Curadora da ocupação Conexões na Funarte-MG, em 2015, e coordenadora da ação de críticos convidados no Olhares Críticos da MITsp 2017-2019. 

Soraya Belusi is a journalist, researcher and critic. Master in Arts (EBA-UFMG), researched creation process and genetic critic. Founder and editor of the website Horizonte da Cena (2012) and member of DocumentaCena - Plataforma de Crítica (2014). She was a reporter and Culture editor for the newspaper O Tempo (2004-2020) and have colaborated with the most important newspapers of Brazil. Curator of the Conexões at Funarte-MG, in 2015 and coordinator of the writings of Critical Views of MITsp 2017-2019.

Soraya Martins
foto%20soraya_edited.jpg

Soraya Martins

https://www.horizontedacena.com/

Portfólio: 

https://www.horizontedacena.com/tag/soraya-martins/

Atriz e crítica teatral. Curadora dos espetáculos baianos do Festival Internacional de Artes Cênicas da Bahia - FIAC-2019. Curadora do Festival Internacional de Teatro de Belo Horizonte- FIT-BH/2018. Doutora em Literaturas de Língua Portuguesa. Mestre em Estudos Literários pela FALE-UFMG. Desde 2005, atua como atriz e pesquisadora de teatralidades brasileiras. Escreve crítica para teatro tanto no projeto segundaPRETA quanto no site Horizonte da Cena e para festivais: Festival de Curitiba, Mostra Internacional de Teatro- MITsp, Festival Internacional de Artes Cênicas da Bahia-FIAC, Festival Estudantil de Teatro- FETO-BH, Festival de Cenas Curtas do Galpão Cine Horto. 

Actress and theater critic. Curator for the local plays at the International Festival of Bahia – FIAC-2019. Curator for the Belo Horizonte International Theater Festival – FIT-BH/2018. Ph.D.  in Portuguese Language Literatures. Master of Literary Studies – FALE/UFMG. Since 2005, she has been performing as an actress as well as a researcher of Brazilian Theatricalities. She writes Drama reviews for the following projects: Segunda Preta, Horizonte da Cena, the Theater Festival of Curitiba, Mostra Internacional de Teatro – MITsp, International Theatre Festival of Bahia-FIAC, Theatre Students Festival – FETO/BH, and Galpão Cine Horto Short Scenes Festival. She holds several work accomplishments with diverse theatre Groups in her curriculum, among them, Grupo Espanca!

Valmir Santos
Valmir_Santos_cr%C3%83%C2%A9dito_F%C3%83

Valmir Santos

teatrojornal.com.br

 

Portfólio: 

https://teatrojornal.com.br/?s=valmir+santos

Jornalista e crítico fundador do site Teatrojornal – Leituras de Cena (2010). Atua em reportagem cultural desde 1992, passando por jornais ou revistas como Folha de S.Paulo, Valor Econômico, Bravo! e O Diário, de Mogi das Cruzes. Escreveu capítulos nos livros Atos de existência: 30 anos do Núcleo de Artes Cênicas do Sesi-SP (2017) e O Tapa no Arena: repertório em imagens (Edições Sesc, 2015). Colaborou em curadorias ou consultorias para mostras, festivais ou enciclopédias. Doutorando em artes cênicas pela Universidade de São Paulo, onde cursou mestrado na mesma área (2009). Foi ator amador na fundação do Grupo Pombas Urbanas (1989).

 

Valmir Santos is a journalist, critic and founder of the website Teatrojornal - Leitura de Cena (2010) in Brazil. He has been working with cultural journalism since 1992 and has published for magazines and newspapers such as Folha de São Paulo, Valor Econômico, Bravo! and O Diário. He wrote chapters in the books Atos de existência: 30 anos do Núcleo de Artes Cênicas do Sesi-SP (2017) and O Tapa no Arena: Repertório em Imagens (Edições Sesc, 2015). He has also been a curator and consultant for festivals or encyclopedias. He is now a Ph.D. candidate in performing arts at Universidade de São Paulo, where he had his Master's degree in the same area (2009). In 1989 he was an amateur actor and co-founder of Grupo Pombas Urbanas.

Sites de Crítica

 
 

Obrigado pelo envio!

  • Black Instagram Icon